domingo, 13 de setembro de 2009

Desejo...


Há quem diga que não devemos desejar, devemos antes abraçar aquilo que nos vai chegando às mãos, agradecer e sermos felizes com isso... afirmam que a não concretização do desejo implica maior sofrimento, frustração, revolta... é, sem dúvida, uma postura de vida mais segura e tranquila que pode conduzir mais facilmente à felicidade, ainda que o processo interior do homem para conseguir controlar-se seja difícil...
Eu, indisciplinada como sou, desejo e não me imagino de outra forma, sou assim... e mesmo que não me consiga satisfazer, o momento em que andei embriagada, estive viva...
"Esse método estóico de bastar às nossas necessidades suprimindo os nossos desejos equivale a cortarmos os pés para já não precisarmos de calçado!"
Beijinho e bom início de semana, com muitos desejos :)

sábado, 12 de setembro de 2009

Memórias...


Ora, cá estou eu de volta após uma longa ausência e é bom falar-vos novamente com a pontinha dos dedos :)! Mas não vou ser exaustiva, contando-vos como foi o meu Verão... basta apenas que saibam que me senti feliz e que ainda sinto em mim o sabor a sal, a sol e a verde...


Beijinhos mil...


sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Sopro...

"Corto em dois limão
Chego ao ouvido
Ao frescor
Ao barulho
Á acidez do mergulho
No sangue do coração

Pulsar em vão
É bem dele
É bem isso
E apesar disso eriça a pele

No sopro do coração..."

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Férias...



"Os dias talvez sejam iguais para um relógio, mas não para um homem"
(Marcel Proust)

Por isso, vou aproveitar o melhor que puder os próximos dias de férias... cinco diazitos no norte ;)!!! Um beijinho muito grande e até mais ver!

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Amor-próprio!

"Devíamos sempre aprender a amar-nos; é o único romance que dura a vida inteira"

Foi um bom fim-de-semana...


Já há uns tempos que não tinha um fim-de-semana tão cheio de coisas boas e bem estava a precisar!!! No Sábado, fui até à praia e embora estivesse ventinho em S. Julião, tudo se resolveu... terminei a noite a saborear ameijoas, camarão e sapateira no Festival do Marisco (babem-se!) e a dançar ao som de um grupo conhecido internacionalmente: os Ouriços lol! No Domingo: Feira Medieval de Óbidos!!! Nem vale a pena descrever-vos os cheiros, os sabores, a música, as cores, a alegria... têm mesmo que lá ir para perceber a magia de tudo o que por lá acontece...
Aguardo ansiosamente mais momentos deliciosos... beijinhos pra todos ***

domingo, 19 de julho de 2009

"If God has a problem, it will not be with what I have done but what I am about to do." (Anjos e Demónios)


domingo, 12 de julho de 2009

O feio tem mais encanto que o belo (?)


"Por vezes existe nas pessoas ou nas coisas um charme invisível, uma graça natural que não pôde ser definida, a que somos obrigados a chamar o «não sei o quê». Parece-me que é um efeito que deriva principalmente da surpresa. Sensibiliza-nos o facto de uma pessoa nos agradar mais do que deveria inicialmente e somos agradavelmente surpreendidos porque superou os defeitos que os nossos olhos nos mostravam e que o coração já não acredita. Esta é a razão porque as mulheres feias possuem muitas vezes encantos que raramente as mulheres belas possuem, porque uma bela pessoa geralmente faz o contrário daquilo que esperávamos; começa a parecer-nos menos estimável. Depois de nos ter surpreendido positivamente, surpreende-nos negativamente; mas a boa impressão é antiga e a do mal, recente: assim, as pessoas belas raramente despertam grandes paixões, quase sempre restringidas às que possuem encantos, ou seja, dons que não esperaríamos de modo nenhum e que não tinhamos motivos para esperar. Os encantos encontram-se muito mais no espírito do que no rosto, porque um belo rosto mostra-se logo e não esconde quase nada, mas o espírito apenas se mostra gradualmente, quando quer e do modo que quer; pode esconder-se para surgir de novo e proporcionar essa espécie de surpresa que constitui os encantos." (Montesquieu)

terça-feira, 7 de julho de 2009

Oh minha tartezinha de limão merengada LOL!


É só pra vos deixar a babar :p LOL!!!! Beijinho grande

sábado, 4 de julho de 2009

Delta Tejo...

Ontem, foi uma noite em cheio!!! Fui ao primeiro dia do Festival Delta Tejo... para mim, começou com os Monobloco, um grupo do "braziu", que fez (literalmente!) levantar poeira!!! Creio que poucos foram os que conseguiram ficar indiferentes a tanta energia em palco (e fora dele!). Seguiram-se os ORISHAAAAAAS :)!!! Adoro estes ritmos "calientes"! Foram 45 minutos de concerto que souberam a pouco pouco pfff enfim, foi um espectáculo enquanto durou!!! E os senhores mexem-se, oh se mexem :p!!!! Depois, comeu-se CLARO lol é que fiquei desidratada/esfomeada após os três senhores lol! A seguir, foi a vez de uma senhora que eu desconhecia, mas adorei, MESMO: Nneka!!! Uma voz potentíssima e uma música boa onda... Seguiu-se Skank e embora só tenha apanhado a parte final do concerto, ouvi as músicas que conheço deles, por isso correu bem LOL!!! Para terminar e depois de uma espera um cadito longa - se calhar pareceu mais longa, porque o cansaço já acusava! - Bajofondo Tango Club!!! Eu gostei MUITO! Uma mistura interessante para quem gosta de música para dançar... quando começaram, estava toda a gente um pouco desconfiada, não mostrando grande entusiasmo, porém, à medida que a actuação decorreu, todos se foram rendendo à simpatia, energia e talento daquele grupo! Valeu a pena, muito a pena :)! Já agora, a boa companhia também fez com que fossem umas horas bem passadas!
Beijinhos e continuação de bom fim-de-semana :)!

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Porque às vezes o silêncio é melhor...


O silêncio - porque não te calas? Decerto, como depois da morte, cair-te-á em cima uma horda de malfeitores que se defendem na calúnia e no insulto para seres tu a defender-te da ofensa deles. Ser o primeiro a caluniar é ficar logo por cima. A não ser, como nas aldeias, que respondas com outro insulto. E a razão ficará então com quem tiver melhor pulmadura. (Vergílio Ferreira)

domingo, 28 de junho de 2009

Poema para iludir a vida...

Tudo na vida está em esquecer o dia que passa.
Não importa que hoje seja qualquer coisa triste,
um cedro, areias, raízes,
ou asa de anjo caída num paul.
O navio que passou além da barra já não lembra a barra.
Tu o olhas nas estranhas águas que ele há-de sulcar
e nas estranhas gentes que o esperam em estranhos [portos.
Hoje corre-te um rio dos olhos
e dos olhos arrancas limos e morcegos.
Ah, mas a tua vitória está em saber que não é hoje [o fim
e que há certezas, firmes e belas,
que nem os olhos vesgos podem negar.
Hoje é o dia de amanhã. (Fernando Namora)

sábado, 27 de junho de 2009

Despedida...


Uma das coisas que mais me custa na minha profissão é obviamente avaliar... transformar um ser humano num número é, para mim, algo penoso... outra das coisas é despedir-me! Quando o ano termina e os vejo partir, custa-me muito, afinal de contas passamos muito tempo juntos... aprendemos a saber quando estão bem, quando estão a preparar alguma lol, quando não estão a perceber o que digo, quando estão de cabeça na lua (raramente acontece isso nas minhas aulas, claro está! lol) ou quando não estão bem... e vê-los seguir em frente deixa-me com o coração amalgamado! Mas nada posso fazer... resta-me fazer figas por eles e observá-los de longe!
Um beijinho no coração de todos os que me aturaram este ano e até mais ver...

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Cansada...

"Tenho visto muito e entendido muito o que tenho visto,
E há um certo prazer até no cansaço que isto nos dá,
Que afinal a cabeça sempre serve para qualquer coisa."
Finalmente, acabei a correcção dos Exames Nacionais do 12º... creio que aqueles meninos que disseram na TV que o exame era muito fácil e que as notas iam ser formidáveis poderão ter uma (des)agradável surpresa... E fico sempre irritada, é claro que fico irritada, com esta coisa dos exames!!! Não, desenganem-se, porque não é pelo facto de ter que corrigi-los :) aprendo sempre bastante nestas alturas e contactar com colegas de outras escolas acaba sempre por me trazer ideias novas! Queixo-me, por exemplo, dos critérios de correcção... aquelas alminhas penadas andam durante um ano a preparar os exames e fazem sempre asneira, é impressionante pffff! Corrigir testes de português já é subjectivo, agora... pelo amor da santa!... formularem perguntas daquelas e não serem mais específicos na correcçao, haja paciência!!! Já para não falar no curto espaço de tempo... não chegou a uma semana!!! Enfim... já chega de lamentações... onde é a festa mesmo?!? LOOOL

BEIJINHOS :)


sábado, 20 de junho de 2009

sexta-feira, 19 de junho de 2009

"E cada um acredita, facilmente, no que teme e no que deseja..."


"Alicia: How big is the universe?
Nash: Infinite.
Alicia: How do you know?
Nash: I know because all the data indicates it's infinite.
Alicia: But it hasn't been proven yet.
Nash: No.
Alicia: You haven't seen it.
Nash: No.
Alicia: How do you know for sure?
Nash: I don't, I just believe it.
Alicia: It's the same with love I guess..."

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Próxima estação...


... Correcção de Exames Nacionais de 12º ano... espero que os resultados sejam tão lindos como esta estação de metro!!!

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Mini-Férias em Monte Gordo...

"A vista não se sacia de ver, nem o ouvido se farta de ouvir..."
Bigada...

terça-feira, 16 de junho de 2009

Homem tecnologicus :p

HOMEM WINDOWS: todo mundo sabe que dá problema, mas ninguém vive sem ele.
HOMEM INTERNET-GRÁTIS: por demais leeeeeentos e de difícil acesso.
HOMEM PROVEDOR: sempre ocupados demais pra te ouvir e resolver seus problemas.
HOMEM POWER-POINT: duros de entender e necessários somente para exibições esporádicas.
HOMEM EXCEL: dizem que é capaz de realizar milhões de coisas, mas você só o utiliza para as operações básicas e olhe lá...
HOMEM WORD: é só verbo, verbo, verbo... Acção que é bom, nada!
HOMEM D.O.S.: útil no passado, completamente descartável nos dias de hoje.
HOMEM BACK-UP: você acha que tem, mas na hora da necessidade nunca funciona.
HOMEM VÍRUS: quando você menos espera ele chega e se instala. Ou você acaba logo com ele,ou acaba perdendo tudo.
HOMEM SCREEN-SAVER: não serve para nada, mas é bonitinho!
HOMEM R.A.M.: aquele que esquece o que fez assim que desliga.
HOMEM HARD-DISK: aquele que se recorda de tudo o tempo todo.
HOMEM MOUSE: só funciona se arrastado e devidamente apertado.
HOMEM MULTIMÉDIA: Canta, dança, sapateia e faz tudo parecer eficiente.

E num abrir e fechar de olhos....

.... Tudo muda....
Quando nos julgamos em terra firme, ancorados nas nossas certezas, eis que o vento sopra, obriga-nos a soltar as amarras e a partir... e agora?!

segunda-feira, 18 de maio de 2009

O segredo...

"... parece-me ser a única maneira de fazer da vida moderna algo de misterioso ou maravilhoso. A mais comum das coisas pode tornar-se deliciosa, basta dissimulá-la..."

domingo, 17 de maio de 2009

A vida pelos teus olhos simples...

"Andando, o principezinho encontrou um jardim cheio de rosas. Contemplou-as… Eram todas iguais à sua flor.E deitado na relva, ele chorou……E foi então que apareceu a raposa:- Bom dia, disse a raposa.- Bom dia, respondeu polidamente o principezinho, que se voltou, mas não viu nada.- Eu estou aqui, disse a voz, debaixo da macieira…- Quem és tu? Perguntou o principezinho. Tu és bem bonita…- Sou uma raposa, disse a raposa.- Vem brincar comigo, propôs o principezinho. Estou tão triste…- Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. Não me cativaram ainda.- Ah! Desculpa, disse o principezinho.- Que quer dizer "cativar"?- É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa "criar laços…"- Criar laços?- Exactamente, disse a raposa. Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo… Se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol. Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros passos me fazem entrar debaixo da terra. O teu me chamará para fora da toca, como se fosse música. E depois, olha! Vês, lá longe, os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então será maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo, que é dourado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo…A raposa calou-se e considerou por muito tempo o príncipe:- Por favor… Cativa-me! Disse ela.- Bem quisera, disse o principezinho, mas eu não tenho muito tempo. Tenho amigos a descobrir e muitas coisas a conhecer.- A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de conhecer alguma coisa. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!- Que é preciso fazer? Perguntou o principezinho.- É preciso ser paciente, respondeu a raposa. Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim, assim, na relva. Eu te olharei com o canto do olho e tu não dirás nada. A linguagem é uma fonte de mal-entendidos. Mas, cada dia, te sentarás mais perto…No dia seguinte o principezinho voltou.- Teria sido melhor voltares à mesma hora, disse a raposa. Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz. E quanto mais perto for da hora, mais feliz me sentirei. Às quatro horas, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade! Mas se chegares a uma hora qualquer, eu nunca saberei a que horas é que hei-de começar a arranjar o meu coração, a vesti-lo, a pô-lo bonito… São precisos rituais.- Que é um ritual? Perguntou o principezinho.- É uma coisa muito esquecida também, disse a raposa. É o que faz com que um dia seja diferente dos outros dias; uma hora, das outras horas. (…)Assim o principezinho cativou a raposa. Mas, quando chegou a hora da partida, a raposa disse:- Ai! – Exclamou a raposa – Ai que me vou pôr a chorar…- A culpa é tua, disse o principezinho. Eu não te queria fazer mal; mas tu quiseste que eu te cativasse…- Pois quis.- Mas agora vais-te pôr a chorar!- Pois vou- Então não ganhaste nada com isso!- Ai isso é que ganhei! Disse a raposa. Por causa da cor do trigo… Anda, vai ver outra vez as rosas. Vais perceber que a tua é única no mundo. Quando vieres ter comigo, dou-te um presente de despedida: conto-te um segredo. (…)- Adeus…- Adeus, disse a raposa. Vou-te contar o tal segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos…O essencial é invisível para os olhos – repetiu o principezinho, para nunca mais se esquecer.- Foi o tempo que tu perdeste com a tua rosa que tornou a tua rosa tão importante.- Foi o tempo que eu perdi com a minha rosa… Repetiu o principezinho, para nunca mais se esquecer.- Os homens já se esqueceram desta verdade, disse a raposa. Mas tu não te deves esquecer dela. Ficas responsável para todo o sempre por aquilo que cativas. Tu és responsável pela tua rosa…" (in O Principezinho)
Um beijinho muito grande e um bom início de semana!

terça-feira, 12 de maio de 2009

Vício de ti...


Amigos como sempre
Dúvidas daqui pra frente
sobre os seus propósitos
é difícil não questionar.
Canto do telhado para toda a gente ouvir
os gatos dos vizinhos gostam de assistir.
Enquanto a musica não me acalmar
não vou descer,
não vou enfrentar
o meu vício de ti não vai passar
e não percebo porque não esmorece
ao que parece o meu corpo não se esquece.
Não me esqueci,
não antevi,
não adormeci,
o meu víciode ti!
Levei-te à cidade,
mostrei-te ruas e pontes
Sem receios atraí-te às minhas fontes
Por inspiração passámos
onde mais ninguém passou
Ali algures algo entre nós se revelou.
Enquanto a música não me acalmar
não vou descer,
não vou enfrentar
o meu vício de ti não vai passar
não percebo porque não esmorece
será melhor deixar andar
Será melhor deixar andar
Não me esqueci,
não antevi,
não adormeci,
o meu víciode ti
Eu canto a sós pra cidade ouvir
e entre nós há promessas por cumprir
mas sei que nada vai mudar
o meu vício de ti não vai passar,
não vai passar... (dos Mesa)
Porque há vícios que valem a pena!
Continuação de boa semana!!! Beijiiiiiiiiinhos :)

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Lavagem ao cérebro!!!

Às vezes, como hoje, sinto-me impotente perante certas situações. Sabem quando se tenta fazer o melhor que se pode e sabe e isso não chega?!? Pois... estou naqueles dias em que me apetecia fazer uma lavagem cerebral a algumas das minhas criaturinhas!!! Pfff... melhores dias virão e até lá vejam o que eu encontrei pra ali... aqueles erros maravilhosos de alunos do ano passado! Ao menos consegui sorrir um cadito :p!!!
"O cais é tipo a entrada para o seu!" (experimentem ler à tia-o)
"Gil Vicente manda os marinheiros combaterem o Adamastor!" (ahhh... ok!)
"Demonstrar a realdade" (e quem sabe a malidade LOL!)
"Até que Vasco da Gama utilizou o seu cérebro...!" (pois, era algo que ele não estava habituado a fazer, não é? LOL)
Enfim, até já me sinto melhor depois disto! Amanhã é outro dia :)!!! Muitos beijinhos ***

domingo, 3 de maio de 2009

Poema à mãe...



No mais fundo de ti,
eu sei que traí, mãe

Tudo porque já não sou
o retrato adormecido
no fundo dos teus olhos.

Tudo porque tu ignoras
que há leitos onde o frio não se demora
e noites rumorosas de águas matinais.

Por isso, às vezes, as palavras que te digo
são duras, mãe,
e o nosso amor é infeliz.

Tudo porque perdi as rosas brancas
que apertava junto ao coração
no retrato da moldura.

Se soubesses como ainda amo as rosas,
talvez não enchesses as horas de pesadelos.

Mas tu esqueceste muita coisa;
esqueceste que as minhas pernas cresceram,
que todo o meu corpo cresceu,
e até o meu coração ficou enorme, mãe!


Olha — queres ouvir-me? —
às vezes ainda sou o menino
que adormeceu nos teus olhos;


ainda aperto contra o coração
rosas tão brancas
como as que tens na moldura;


ainda oiço a tua voz:
Era uma vez uma princesa
no meio de um laranjal...


Mas — tu sabes — a noite é enorme.
e todo o meu corpo cresceu.
Eu saí da moldura,
dei às aves os meus olhos a beber,
Não me esqueci de nada, mãe.
Guardo a tua voz dentro de mim.
E deixo-te as rosas.

Boa noite. Eu vou com as aves.

Eugénio de Andrade

Um beijo especial para essa pessoa tão maravilhosa que amo de coração....

sábado, 2 de maio de 2009

Entendendo o inimigo...

Estava outro dia à espera que a minha mãe fizesse uns exames médicos na clínica e folheava uma revista daquelas.... sabem?! "DAQUELAS".... Pahh, nada de pensamentos ordinarões ok?!? LOL Refiro-me a revistas cor-de-rosa (não havia nada melhor à mão, ta bem?!?)!!! E qual não é o meu espanto quando um texto me pisca o olho ;)!!! Era um texto pequeno, mas muito charmoso.... e o conteúdo então.... ui ui.... era de Paulo Coelho e "falava" sobre os inimigos: os outros e nós mesmos!!! Achei-o tão cheio de experiência de vida que resolvi apresentá-lo a vocês.... espero que gostem!
O inimigo externo
O leitor Murali, um indiano, conta a história de uma garota, que resolveu subir até o alto de uma montanha para visitar sua avó. Chovia a cântaros, o vento frio soprava, e trovões pipocavam a cada segundo. Quando já estava quase chegando ao seu destino, sentiu algo roçando seus pés. Ao olhar para baixo, viu que era uma cobra.
- Eu estou quase morrendo - disse a serpente.
- Está muito frio, não há comida nesta montanha, por favor, me proteja! Coloque-me debaixo do seu casaco, salve minha vida, e eu serei sua melhor amiga.
Apesar da tempestade, a menina parou e começou a refletir. Olhou a pele dourada e verde da serpente, e disse para si mesmo que jamais tinha visto algo tão belo. Pensou o quanto deixaria com inveja os seus amigos de classe, ao aparecer com uma cobra que a defenderia de tudo. Finalmente disse:
- Está bem. Eu vou salvá-la, porque todos os seres vivos merecem carinho.
A cobra ficou amiga da menina, serviu para assustar as pessoas agressivas no colégio, fez companhia nos dias solitários. Até que uma noite, quando ela estava fazendo suas lições de casa, sentiu uma dor aguda no pé direito. Ao olhar para baixo, viu que a cobra a havia mordido.
- Você é venenosa! - gritou. - Vou morrer logo!
A cobra não disse nada.
- Como você fez isso comigo? Eu salvei sua vida!
- Aquele dia, quando você se abaixou para me salvar, sabia que eu era uma cobra, não sabia?
E, lentamente, rastejou para fora.
O inimigo interno
Nasrudin viu um homem sentado na beira de uma estrada, com ar de completa desolação.
- O que o preocupa? - quis saber.
- Meu irmão, não existe nada interessante na minha vida. Eu tenho dinheiro suficiente para não precisar trabalhar, e estava viajando para ver se havia alguma coisa curiosa no mundo. Entretanto, todas as pessoas que encontrei nada têm de novo para me dizer, e só conseguem aumentar meu tédio. "Enfim: posso dizer sem qualquer medo que apesar de tudo que fiz, não consegui encontrar a paz que buscava. Transformei-me em meu pior inimigo."
Na mesma hora, Nasrudin agarrou a mala do homem, e saiu correndo pela estrada. Como conhecia a região, rapidamente conseguiu distanciar-se dele, pegando atalhos pelos campos e colinas. Quando se distanciou bastante, colocou de novo a mala no meio da estrada por onde o viajante iria passar, e escondeu-se por detrás de uma rocha. Meia hora depois o homem apareceu, sentindo-se mais miserável que nunca, por causa do ladrão que encontrara. Assim que viu a mala, correu até ela e abriu-a, ofegante. Ao ver que seu conteúdo estava intacto, olhou para o céu cheio de alegria, e agradeceu ao Senhor pela vida.
"Certas pessoas só entendem o sabor da felicidade, quando conseguem perdê-la", pensou Nasrudin, olhando a cena.

Beijinhos e continuação de uma boa semana...

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Secret garden...

She'll let you in her house
If you come knockin' late at night
She'll let you in her mouth
If the words you say are right
If you pay the price
She'll let you deep inside
But there's a secret garden she hides
She'll let you in her car
To go drivin' 'round
She'll let you into the parts of herself
That'll bring you down
She'll let you in her heart
If you got a hammer and a vise
But into her secret garden, don't think twice
You've gone a million miles
How far'd you get
To that place where you can't remember
And you can't forget
She'll lead you down a path
There'll be tenderness in the air
She'll let you come just far enough
So you know she's really there
She'll look at you and smile
And her eyes will say
She's got a secret garden
Where everything you want
Where everything you need
Will always stay
A million miles away
E com esta música linda (que pertence à banda sonora de que filme?! Hein?! Sabem?? Sabem??) me despeço, beijinhos e um óptimo início de fim-de-semana...

quarta-feira, 29 de abril de 2009

A invasão das coisinhas brancas...

Opahhh.... ando aflita dos meus olhos devido às "coisinhas brancas que andam no ar".... mas que raio é aquilo?!? Que nome têm realmente?!? Se alguém souber a resposta, é favor esclarecer aqui o "je"!!! A avenida onde moro parece ter sido invadida por estes seres aveludados e leves pffff....
Enfim.... o fim-de-semana está mesmo aí!!! Beijinhos do meu tamanho :)

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Velozes e furiosos....

Para o que nos havia de dar, não é LOL?! Fui ontem ao cinema ver este filme, porque estava mesmo numa de descontrair com a Éli e, embora não pareça, até gosto de velocidade :)!!! E digo-vos que é um filme que limpa muito as vistas quer pelos carros (quando for grande quero ter aquele azulinho LOL!) quer pelo sr. Paul Walker... haja saúde LOOOOOOL!!! É claro que.... bom.... o Vin Diesel é muito expressivo durante todo o filme LOOOOOOL ou não!!! E há aspectos que deixam muito a desejar, mas pronto.... para quem gosta de carros, velocidades, "boas vistas" e não tem nada de especial para fazer.... FORÇA!!! :) Não posso esquecer de dizer que em relação à banda sonora e para quem gosta de "shakar" o almofadado (eu não :p LOOOL!) até não se está mal servido: Pitt Bull, Pharrel, Lil Jon, M.I.A.... e a "quote" que, para mim, marcou o filme:

"PUSSY!!!" looooooooool

Beijinhos e boa semana :)!!! É curtinha ok?? ;)

sábado, 25 de abril de 2009

Liberdade...

Ai que prazer
não cumprir um dever.
Ter um livro para ler
e não o fazer!
Ler é maçada,
estudar é nada.
O sol doira sem literatura.
O rio corre bem ou mal,
sem edição original.
E a brisa, essa, de tão naturalmente matinal
como tem tempo, não tem pressa...

Livros são papéis pintados com tinta.
Estudar é uma coisa em que está indistinta
A distinção entre nada e coisa nenhuma.

Quanto melhor é quando há bruma.
Esperar por D. Sebastião,
Quer venha ou não!

Grande é a poesia, a bondade e as danças...
Mas o melhor do mundo são as crianças,
Flores, música, o luar, e o sol que peca
Só quando, em vez de criar, seca.

E mais do que isto
É Jesus Cristo,
Que não sabia nada de finanças,
Nem consta que tivesse biblioteca...
Fernando Pessoa
Beijinho ENORME e bom feriado ;)!!!

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Manhã submersa




O frio aperta na manhã submersa

entra a neblina com o sol a nascer

contando os passos para se entreter

lá vai ele, ainda a sonhar


Não sabe o nome mas conhece o cheiro

quando ela entrar no apeadeiro

talvez mais tarde quando a escola acabar

mesmo à saída, a bola a girar

ela apareça e ele consiga falar


A rapariga saiu da escola

viu os rapazes a jogar à bola

passou por eles, houve um que sorriu

não ligou, e a rua subiu
só mais tarde, já ao deitar

olhou o espelho onde foi encontrar

o amor escondido e então sorriu
Pode ser que um dia destes eu sorria também.... quanto mais não seja por ouvir os Xutos amanhã...
Beijinhos mil....

terça-feira, 14 de abril de 2009

Como peixe dentro de água....

"A felicidade solitária não é felicidade"
E é por isso que me sinto assim hoje.... é bom regressar às minhas aulas!!! :)
Beijiiiiiiiiiiiiiinho *


domingo, 12 de abril de 2009

Poema do Futuro...



Conscientemente escrevo e, consciente,

medito o meu destino.



No declive do tempo os anos correm,

deslizam como a água, até que um dia

um possível leitor pega num livro

e lê,

lê displicentemente,

por mero acaso, sem saber porquê.

Lê, e sorri.

Sorri da construção do verso que destoa

no seu diferente ouvido;

sorri dos termos que o poeta usou

onde os fungos do tempo deixaram cheiro a mofo;

e sorri, quase ri, do íntimo sentido,

do latejar antigo

daquele corpo imóvel,

exhumado da vala do poema.



Na História Natural dos sentimentos

tudo se transformou.

O amor tem outras falas,

a dor outras arestas,

a esperança outros disfarces,

a raiva outros esgares.

Estendido sobre a página, exposto e descoberto,

exemplar curioso de um mundo ultrapassado,

é tudo quanto fica,

é tudo quanto resta

de um ser que entre outros seres

vagueou sobre a Terra.



António Gedeão
Beijinho e bom início de semana...

sábado, 11 de abril de 2009

He's just NOT that into you...



Ontem, foi noite de cinema e vocês já sabem como gosto disso :)!!! Desta vez, foi um filme muito "soft", mas com sentido de humor, refrescante para os olhos masculinos e femininos LOOOL e, acima de tudo, muito esclarecedor quanto aos relacionamentos afectivos :p!!! O sentido de humor advém do texto e das situações apresentadas com as quais os espectadores criam uma empatia imediata, porque todos nós já fizemos figuras ridículas por amor (e quem não o fez não sabe o que perde, na minha opinião!!!)...
É um filme que abre os olhos (a homens e mulheres!), que nos faz pôr os pés bem assentes no chão no difícil jogo da sedução... Nós, mulheres, temos uma tendência brutal para desculpabilizar o facto de "eles" não nos ligarem, não nos darem importância, não quererem saber da nossa existência:

"WE ARE ALL PROGRAMMED TO BELIEVE THAT IF A GUY ACTS LIKE A TOTAL JERK THAT MEANS HE LIKES YOU."

"I'M SURE HE JUST FORGOT MY NUMBER"
"OR WAS EATEN BY A LION!"
LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

E não é que é que é mesmo assim?!? Arranjamos as desculpas mais estapafúrdias para tentar não ver a realidade NUA e CRUA:
"IF A GUY TREATS YOU LIKE HE DOESN'T GIVE A SHIT, IT'S BECAUSE HE DOESN'T GIVE A SHIT!"
(E o mesmo se passa com os homens CLARO...)
A personagem com quem mais me identifiquei foi, naturalmente, com a Gigi!!! Acho até que se basearam em mim :p! Ela é a sonhadora, a que procura o amor, que acredita que é possível encontrá-lo, apesar de todas as contrariedades... e houve até uma fala que me farto de dizer aos corações mais fechados, mais distantes e que fingem não sentir:
"I may dissect each little thing and put myself out there so much but at least that means that I still care. Oh! You've think you won because women are expendable to you. You may not get hurt or make an ass of yourself that way but you don't fall in love that way either. You have not won. You're alone. I may do a lot of stupid shit but I'm still a lot closer to love than you are."Não concordam com isto?!? De que vale uma pessoa fechar-se a sete chaves, se o amor e o sofrimento é que nos faz crescer?!?
Um outro aspecto que gostei imeeeeenso foi a banda sonora!!! James Morrison, Lilly Allen, Riahnna, The Cure, entre outros que não me lembro agora...
Como aspectos negativos, bem... posso dizer que o final do filme!!! Para um filme que nos obriga a descer à terra, esperava que o final fosse outro... mas para saberem qual é, têm que vê-lo :p!!!
As pequenas (grande!) lições do filme:
1º - A importância das coincidências.
2º - A relevância dos pequenos sinais...
3º - Mas, acima de tudo, que o amor não se procura, encontra-se assim... por acaso... às vezes nas pessoas que nos rodeiam e que nunca olhámos com "olhos de ver"!!!
4º - É importante também mantermos a nossa essência, porque disso depende o (in)sucesso dos nossos relacionamentos. Têm que gostar de nós como somos e respeitar os nossos desejos, ambições, pensamentos...
5º - A esperança: "Girls are taught a lot of stuff growing up. If a guy punches you he likes you. Never try to trim your own bangs and someday you will meet a wonderful guy and get your very own happy ending. Every movie we see, Every story we're told implores us to wait for it, the third act twist, the unexpected declaration of love, the exception to the rule. But sometimes we're so focused on finding our happy ending we don't learn how to read the signs. How to tell from the ones who want us and the ones who don't, the ones who will stay and the ones who will leave. And maybe a happy ending doesn't include a guy, maybe... it's you, on your own, picking up the pieces and starting over, freeing yourself up for something better in the future. Maybe the happy ending is... just... moving on. Or maybe the happy ending is this, knowing after all the unreturned phone calls, broken-hearts, through the blunders and misread signals, through all the pain and embarrassment you never gave up hope."
Beijinhos mil e continuação de bom fim-de-semana :)!!!





quinta-feira, 9 de abril de 2009

Do hebraico... "Pessach" ou passagem ou Páscoa :)!

Já houve momentos da minha vida em que estive muito mais ligada à religião católica e o meu afastamento deveu-se, sobretudo, à decepção com o Homem! Conhecem aquele ditado "Faz o que eu digo, não faças o que eu faço!" Pois... é por aí... é abrir os olhos e ver que as pessoas (ou muitas delas para não ser injusta!) apenas querem um lugar de destaque, um jogo de poder camuflado por orações e mãos no peito... Enfim... afastei-me um pouco desse mundo, embora não me tenha afastado de "Deus" ou "daquilo" que considero algo superior a nós... chamem-lhe o que quiserem! Ainda gosto de entrar nas igrejas e sentir o silêncio, pensar/reflectir/orar e sinto-me até mais próxima a "Ele" assim, sem intermediários... e os valores de justiça, de humanidade, de amor e respeito ao próximo ainda cá estão, ainda que às vezes seja complicado e muitas pessoas me digam que não há espaço para essas "coisas" na sociedade de hoje... teimosa como sou, esqueçam lá isso LOL!!! Prefiro sofrer as consequências de ser assim (ou de tentar ser assim!) a tornar-me em alguém que não suportaria ver ao espelho!!!
E dado que estamos agora na Páscoa, a festa do (re)nascimento, da alegria, quero como diz Pessoa sentir-me "nascid[a] a cada momento para a completa novidade do mundo"!
Um beijinho ENORME e com sabor a chocolate.... PÁSCOA FELIIIZ
Já agora sabiam que...

... o coelho é símbolo da fertilidade? (Também com a pressa que tem em reproduzir não admira LOOOL!)
... os ovos simbolizam o nascimento?
... as fogueiras feitas em muitas localidades e o acender do círio (vela grande) pascal simbolizam a luz divina, a união?
... as vestes brancas usadas nesta época representam a vitória sobre a morte?

terça-feira, 7 de abril de 2009

"Every second we stand here is a second lost!"


E o que faz a Susana num sábado de madrugada?? Vê um filme CLARO :p!!! E desta vez foi este o escolhido - Operação Valquíria. Gostei bastante, devido ao meu gosto por histórias verídicas e também ao meu interesse pela Segunda Guerra Mundial... O sr. Tom das Cruzes esteve muitíssimo bem e Wagner também não podia faltar!!! Um filme que me prendeu mesmo a horas tardias só pode ser bom :)!!! Parece-me que um aspecto muito interessante é que há variadíssimas pessoas que se perguntam como é que os alemães permitiram que acontecesse tanta barbaridade naquele país, desconhecendo que muitos deles deram a vida para salvar inocentes e que este atentado a Hitler, retratado no filme, foi apenas o 15º....

RECOMENDADO a horas decentes looool!!!
Beijiiiiiiinhos :)

domingo, 5 de abril de 2009

Com tranquilidade....


O meu olhar azul como o céu


É calmo como a água ao sol.


É assim, azul e calmo,


Porque não interroga nem se espanta ...


Se eu interrogasse e me espantasse


Não nasciam flores novas nos prados


Nem mudaria qualquer cousa no sol de modo a ele ficar mais belo...


(Mesmo se nascessem flores novas no prado


E se o sol mudasse para mais belo,


Eu sentiria menos flores no prado


E achava mais feio o sol ...


Porque tudo é como é e assim é que é,


E eu aceito, e nem agradeço,


Para não parecer que penso nisso...)
(Alberto Caeiro....claro está!)
E embora não tenha os olhos azuis como ele, tenho-os de um castanho-agora-tranquilo.... os diálogos que mantive de mim para mim sempre deram o seu fruto e sinto-me bem e em paz!!! "Tudo flui...." como sussurra o eco distante da caverna....
Beijinho e um óptimo Domingo!!! Até mais ver....

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Os homens preferem as....

O homem é um ser algo curioso e depois as mulheres é que ficam com a fama de complicadas LOL!!! Pensando bem, talvez se todos trouxessemos um manual de instruções, as coisas se tornassem muito mais simples (mas muito menos interessantes, é certo!).... Não percebo.... o que preferem os homens afinal?!?
Beijinhos grandes de uma mulher à beira de um ataque de nervos LOOL :p!!!

sexta-feira, 27 de março de 2009

quarta-feira, 25 de março de 2009

Quase boa...


A minha menina está quase boa :)!!! São apenas mais dois diazitos e já pode tirar aquela coisa da cabeça que ela tanto odeia.... mesmo assim está adorável, não está?!?

Beijinho e não se esqueçam de que "Não importa se os animais são incapazes ou não de pensar. O que importa é que são capazes de sofrer..."


Se uma gaivota voasse....



Ai que saudades que eu tinha de escrever um bocadito sem ser a vermelho.... Tenho tido dias complicados devido ao trabalho, mas mesmo assim lá consegui arranjar maneira de aproveitar os bilhetes que me ofereceram para ir ver a Ritinha na Sexta-feira passada no Coliseu e também para fazer o jantar de aniversário no Sábado :p (foi bom estar com alguns dos meus melhores amigos por perto e rever alguns que já não via há tanto tempo!) Claro que agora pago bem caro essa "loucura" de fim-de-semana, porque o trabalho acumulou-se e acumulou-se e acumulou-se.... o que vale é que já cheira a férias :)!!!
Quanto ao concerto, gostei muito!!! A senhora tem mesmo um vozeirão.... e quando ela "brincou", segundo ela, com a música "se uma gaivota voasse".... beeemm.... toda eu me arrepiei!!! Era apenas o silêncio cortado pela voz dela.... muito muito bom!!! E deixo-vos, para terminar, uma das minhas preferidas e que me deixa sempre com apertozito neste meu coraxão....

Passo por ti
Tu nem me ves
Só mais um dia.. amanha talvez

E fico à espera
De ver em ti
O sentimento... que trago dentro de mim

Mas eu so posso imaginar
O que podia ser
Se eu te pudesse abraçar
Se eu te pudesse ter

Secretamente á espera de um gesto, de um sinal
Secretamente tentando saber se dás por mim, afinal
Secretamente á procura de um toque, de um olhar
Secretamente tentando saber...
Se algum dia os nossos mundos se irão cruzar

Qual o caminho
Que irá dar, a esse teu mundo
Onde eu queria entrar.
E tantas vezes, eu ja sorri
So por lembrar-me
So por pensar em ti

E eu so posso imaginar
O que podia ser
Se eu te pudesse abraçar
Se eu te pudesse ter...
Secretamente á espera de um gesto, de um sinal
Secretamente tentando saber se dás por mim afinal
Secretamente à procura de um toque, de um olhar
Secretamente tentando saber
Se algum dia os nossos mundos se irão cruzar...!
Beijinhos e vamos todos construir "Castelos no Ar", porque vale sempre a pena, certo?!


quarta-feira, 18 de março de 2009

Obrigada....


"Aquele que já não consegue sentir espanto nem surpresa está, por assim dizer, morto; os seus olhos estão apagados"
Mas ontem, senti-me viva (e muito viva!), porque fui surpreendida a cada momento do "meu" dia por família, amigos, colegas e até pelas minhas criaturinhas!!! Como já alguém disse, eu fui a professora "mais mimada do planeta!" Não é que foram flores, chocolates, postais, queques com 32 velas e também dois bilhetes para ver a Rita Guerra, na Sexta-feira??? (Só inda não sei quem vai comigo!!!) Fora as mensagens de carinho e o bolo de aniversário e.... sei lá.... foram tantos miminhos.... sentir esta ternura é a melhor recompensa que se pode ter.... Obrigada a todos, todos, TODOS.... por me terem feito sentir tão especial!!! OBRIGADA!!!
BEIJIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIINHOS *****

segunda-feira, 16 de março de 2009

"O difícil nós fazemos agora...."


".... o impossível leva um pouco mais de tempo"


domingo, 15 de março de 2009

Diário de Bordo....


"Vivemos com o que recebemos, mas marcamos a vida com o que damos "

E, para mim, as aulas retratam isso mesmo: a DÁDIVA!!! E é bom quando isso se torna contagioso e, de repente, alguém do outro lado também resolve enriquecer-nos! Foi o que aconteceu esta semana: uma criaturinha "apresentou-me" a José Duro... confesso que não conhecia mesmo... e nada de piadinhas com o nome, combinado?! :p Por isso, aqui fica o poema "Doente" e espero brevemente ler mais coisas do poeta alentejano...

Que negro mal o meu! estou cada vez mais rouco!

Fogem de mim com asco as virgens d'olhar cálido...

E os velhos, quando passo, vendo-me tão pálido,

Comentam entre si: - coitado, está por pouco!...


Por isso tenho ódio a quem tiver saúde,

Por isso tenho raiva a quem viver ditoso,

E, odiando toda a gente, eu amo o tuberculoso.

E só estou contente ouvindo um alaúde.


Cada vez que me estudo encontro-me diferente,

Quando olham para mim é certo que estremeço;

E vai, pensando bem, sou, como toda a gente,

O contrário talvez daquilo que pareço...


Espírito irrequieto, fantasia ardente,

Adoro como Poe as doidas criações,

E se não bebo absinto é porque estou doente,

Que eu tenho como ele horror às multidões.


E amando doudamente as formas incompletas

Que às vezes não consigo, enfim, realizar,

Eu sinto-me banal ao pé dos mais poetas,

E, achando-me incapaz, deixo de trabalhar...


São filhos do meu tédio e duma dor qualquer

Meus sonhos de neurose horrivelmente histéricos

Como as larvas ruins dos corpos cadavéricos,

Ou como a aspiração de Charles Baudelaire.


Apraz-me o simbolismo ingénito das coisas...

E aos lábios da Mulher, a desfazer-se em beijos,

Prefiro os lábios maus das negregadas loisas,

Abrindo num ancelar de mórbidos desejos.


E é vão que medito e é em vão que sonho:

Meu coração morreu, minha alma é quase morta...

Já sinto emurchecer no crânio a flor do Sonho,

E oiço a Morte bater, sinistra, à minha porta...


Estou farto de sofrer, o sofrimento cansa,

E, por maior desgraça e por maior tormento,

Chego a julgar que tenho - estúpida lembrança -

Uma alma de poeta e um pouco de talento!


A doença que me mata é moral e física!

De que me serve a mim agora ter esperanças,

Se eu não posso beijar as trémulas crianças,

Porque ao meu lábio aflui o tóxico da tísica?


E morro assim tão novo! Ainda não há um mês,

Perguntei ao Doutor: - Então?...- Hei-de curá-lo...

Porém já não me importo, é bom morrer, deixá-lo!

Que morrer - é dormir... dormir... sonhar talvez...


Por isso irei sonhar debaixo dum cipreste

Alheio à sedução dos ideais perversos...

O poeta nunca morre embora seja agreste

A sua aspiração e tristes os seus versos!

Bigada, um beijinho e bom início de semana :)

quarta-feira, 11 de março de 2009


Quem me conhece sabe o quanto eu adoro bicharada e quem não me conhece, mas vai seguindo o que escrevo já deve ter chegado a essa conclusão há muitíssimo tempo.... e hoje, quando vi a minha miau sem pêlo na barriguita (uma persa.... por isso imaginem! Muito pêlo e ali....nadinha!) e com aquele "abat-jour" na cabeça pffff apertou-se-me o coração!!! E maaaais.... tentar comer ou dormir com aquela coisa alienígena na cabeça é obra!!! Espero que ela melhore rapidamente xniff xniff O certo é que fiz isto para a sua saúde (entenda-se "isto" como a esterilização), porque as pílulas fazem-lhes mal e assim também previnem os quistos e afins....
Enquanto falava disto com vocês, lembrei-me de um programa muito antigo sobre bicharada e do qual não perdia pitada (era eu uma jovenzita LOL)! Deixo aqui a letra e vejam lá se se lembram :p

"Vamos fazer amigos entre os animais

Que amigos destes não são demais na vida

Que vêm aqui mostrar

Que têm uma família como eu e tu

Só que esta mora numa outra casa

Que se chama (Digam!)

Arca de Noé!

Vamos lá ver como é

Arca de Noé

Há animais que falam como nós

Como eu e tu

Há animais que falam como nós

Como eu e tu"

Beijinhos "animalescos" e falta pouco para o fim-de-semana! Coragem!!!

segunda-feira, 9 de março de 2009

Gggrrrraaauuu LOL :p


Entre os teus lábios
é que a loucura acode
desce à garganta,
invade a água.
No teu peito
é que o pólen do fogo
se junta à nascente,
alastra na sombra.
Nos teus flancos
é que a fonte começa
a ser rio de abelhas,
rumor de tigre.
Da cintura aos joelhos
é que a areia queima,
o sol é secreto,
cego o silêncio.
Deita-te comigo.
Ilumina meus vidros.
Entre lábios e lábios
toda a música é minha.
Eugénio de Andrade
Beijiiiiiinho afogado em trabalho pffff.... e bom início de semana!!!